Siga a SOS Corpo

ENTRE EM CONTATO COM A ESCOLA

contatos@soscorpo.com.br

ANATOMIA HUMANA - CORPO HUMANO

O estudo da anatomia tem evoluído muito com o apoio da tecnologia. Através da internet, possibilitamos conteúdo informativo referente a esta importante ciência. Leia mais...

 

 

MODELOS ANATÔMICOS

Para conhecer alguns modelos anatômicos clique aqui

Visitas
1733495

Celulite e Emoções Negativas, uma Combinação Perigosa!

 

Acho que já perdi as contas das vezes em que pensei ter, finalmente, entendido o que é CELULITE e como "Lidar com ela". Puro engano. Hoje tenho minhas convicções, mas não me surpreenderia se, daqui a alguns meses, tiver de rever meus conceitos. Gostaria de compartilhar com você o que acredito sobre a CELULITE. Disfunção hormonal: Essa explicação era, e ainda é, a mais usada para descrever o "mal" que aflige tantas mulheres e, por serem as mulheres as que mais sofrem com isso parecia não haver dúvidas que os hormônios eram os responsáveis. Essa explicação me incomodava por entender que se fosse assim, praticamente todas as mulheres (a grande maioria) pareciam sofrer dessa "disfunção". A "disfunção hormonal" estava sendo a "regra" por estar quase sempre presente. Será que a maioria das mulheres estariam com "disfunção hormonal?" Acredito que não. Contudo, a preferência por determinado sexo denota a influência hormonal, mas não necessariamente um estado "patológico". O que estou querendo dizer é que a celulite possivelmente não seja uma disfunção hormonal, mas que tem relações com os hormônios devido a demonstrar preferência pelo sexo feminino. Mas porque as mulheres? A resposta parece estar na diferença existente no tecido adiposo da mulher e do homem, mais precisamente nos adipócitos. Os hormônios não são os responsáveis por esta diferença e sim a genética, contudo os hormônios são responsáveis pela distribuição diferenciada da adiposidade no corpo na mulher (veja em Biótipos Glandulares), mas sua influência no aparecimento da celulite parece terminar aí.

Voltemos nossa atenção para o tecido adiposo e a diferença desse nos sexos Feminino e Masculino. Pesquisas realizadas na Bélgica (Prof. Pierad) e nos Estados Unidos (Prof. Rosembaum) mostram que, na mulher, os adipócitos apresentam septos (pequenas cordas fibrosas que separam porções de células gordurosas) mais finos e com orientação "reta" fazendo com que o adipócito, ao aumentar de volume, se expanda em direção à superfície, à pele. No homem os septos são mais grossos e resistentes e com orientação oblíqua que direciona as moléculas de gordura, acumuladas no adipócito aumentado, em direção ao músculo, à profundidade. Esta diferença na "microanatomia" é que faz a celulite estar presente na mulher e não no homem, que é resistente a ela, mesmo ganhando muito peso. (Ver artigo publicado na revista "Mais Saudável", nº 1 e assinado pelo * Dr. Miguel Francischelli Neto pg. 50)*

O fato da gordura, na mulher, ser direcionada para a superfície e de sofrer orientação hormonal para depositar-se na região onde as gônadas predominam, por exemplo, (nádegas, culote e coxas, formando as curvas femininas) fazem com que esse tecido fique mais sensível a uma deficiente circulação periférica.

Agora entendamos a importância dos cuidados para preservar essa circulação. Sem muito embasamento científico, já se sabia que roupas apertadas, substâncias vasoconstritoras contribuíam para o aparecimento da celulite. Vejamos então, com um "olhar" mais "orientado", quais são estes cuidados. Se o problema está na circulação periférica devemos concentrar esforços em preservá-la. Não parece haver problemas em entendermos o motivo de se evitar o uso de roupas apertadas, pois elas dificultam a circulação. O sedentarismo, ficar muito tempo sentado, por exemplo, igualmente pode ter o mesmo efeito, pois, pelo peso, impede-se a troca de líquidos nos tecidos que estão pressionados e com isso fica prejudicada a nutrição e oxigenação dos adipócitos que tem por função "preservar a gordura".

Os alimentos têm um papel fundamental. Duas substâncias, em especial, devem ser evitadas na alimentação: Adrenalina e Cafeína. A Adrenalina age sobre a circulação periférica diminuindo-a por desviá-la para o profundo onde estão os músculos. Já a Cafeína, por sua molécula passar-se por Adrenalina (efeito "clone"), frequentemente aciona os "Receptores Adrenérgicos" e assim provoca vasoconstrição, ou seja, o mesmo efeito da Adrenalina. A vasoconstrição pela Adrenalina ocorre toda vez que nosso Sistema Nervoso Central achar por bem acionar Sistema Nervoso Autônomo Simpático que nos capacita para enfrentarmos situações emergenciais. Nestas ocasiões a Adrenalina e outras substâncias como o Cortisol, são liberadas. Quando levamos um susto, por exemplo, ficamos brancos, pálidos. Isso se deve ao fato do sangue sair da periferia e se direcionado para a musculatura. Este fato, junto com outras alterações, como aumento da frequência cardíaca e respiratória, nos capacita para, sendo o caso, bater ou correr. Quando essas mudanças ocorrem apenas nessas circunstâncias, ou seja, uma real necessidade de esforço, não há problemas, pois o esforço físico fará uso desse neurotransmissor sem a ocorrência de efeitos colaterais. O problema aparece quando a mulher tem a liberação da Adrenalina. Como estamos considerando a alimentação, isso acontece quando se ingere a própria Adrenalina presente na carne de animais que a liberaram antes de morrer por estarem com medo e tentando "escapar da morte". Como morrem sem poderem fazer uso da Adrenalina liberada, esta fica depositada, em especial, nos músculos que seriam usados para "tentar a fuga". Essa carne, frequentemente, por ter um teor maior de proteína, é mais escura que aquela que não seria usada para fazer força. Como nosso corpo sabe "ler" esse hormônio (costumo comparar os hormônios com "bilhetes", pois são pequenas mensagens) reagirá segundo o que está "escrito" e, neste caso, entre outras coisas, provocará a vasoconstrição periférica.

Como considerado anteriormente, quando se faz uso da cafeína, presente no café, chocolate, refrigerantes a base de "cola" como a noz de cola, guaraná, alguns chás, etc., pelo efeito "Clone" os "Receptores Adrenérgicos" são enganados e ocorre a vasoconstrição periférica.

Estudos recentes mostram que a Nicotina igualmente é vasoconstritora.

Finalmente devemos lembrar de que o frio também é vasoconstritor.

Você pode estar pensando: tudo bem, já haviam me dito que esses "fatores" contribuíam para o aparecimento da Celulite, mas o que há de "novo"? O "novo" é o entendimento do processo. Quando se entende que a coisa mais importante é a preservação da "Circulação Periférica" pode-se, por dedução, encontrar outros "coadjuvantes" no processo da Celulite e vislumbrar a "saída". Nos últimos meses tenho ministrado palestras a respeito da relação entre Emoções Negativas e Celulite. Que emoções negativas seriam essas, capazes de provocar Celulite? Basicamente existem duas "emoções" que "acionam" o Simpático liberando a Adrenalina: Medo e Raiva. Essas duas emoções trazem implícitas uma conotação de esforço e por isso o Simpático promove um desvio sanguíneo da periferia para a musculatura. Isso explica porque mulheres percebem um abrupto aparecimento de Celulite quando passam por situações onde essas emoções estressantes estão presentes como no caso de separação, doença grave em uma pessoa achegada ou num trabalho onde haja uma "cobrança" muito grande e outras.

Resumindo, a circulação periférica pode ficar comprometida, dando à luz a celulite, quando a mulher:


Usar roupas apertadas;

For sedentária;

Fazer uso de alimentos que podem provocar vasoconstrição como:

Café;

Chocolate;

Chás que contenham cafeína;

Refrigerantes com cafeína;

Carne de animais que sofrem para morrer sendo, normalmente, de cor vermelho escuro.

Não conseguir controlar as Emoções Negativas:

Medo;

Raiva;

O frio também deve ser evitado.

Sendo assim, conhecendo-se os fatores desencadeantes da Celulite, ou seja, a Vasoconstrição Periférica, pode-se fazer algo para estabilizar, diminuir ou combatê-la? Sim. Note que não estamos analisando, ainda, o tratamento da Celulite e sim o aparecimento. Neste prisma, além dos cuidados com vestimenta, alimentação, sedentarismo e frio, coisas sobre as quais temos controle, necessitamos de algo para combater os efeitos das emoções negativas, sobre as quais, nem sempre temos o mesmo controle. O raciocínio é simples. Se não podemos controlar a liberação de Adrenalina devemos usá-la praticando algum tipo de atividade física. Pode-se ainda combater o "Estado Simpático" por induzir ao "Estado Parassimpático" mediante "Respirações Profundas e Lentas" ou ainda fazendo uso de "Massagem Relaxante" (Neurocirculatória Lenta e Superficial).

A consideração feita sobre a prevenção e o combate da Celulite deve ser compartilhada entre o(a) profissional e a mulher que deseja evitar ou livrar-se deste mal. É evidente que o esforço de apenas uma das partes não será suficiente. O desconhecimento dos fatores geradores da vasoconstrição periférica coloca em "xeque" qualquer tratamento que objetive a cura efetiva dessa afecção. Por outro lado o conhecimento do "inimigo" a ser combatido traz luz aos procedimentos estéticos e terapêuticos. Somente para citar um exemplo, entendemos porque tratamentos estéticos a base de Termorredução ou Crioterápicos que fazem uso do "frio" são contraproducentes na região com Celulite, pois como visto o frio provoca vasoconstrição periférica. Um tratamento que não levasse em consideração o estado emocional da "paciente" tão pouco teria resultados. Considerando o que seria apropriado usar para combater a celulite já "instalada" cito os cosméticos com propriedades "emolientes", a "fragmentação" da celulite pelo Ultrassom e depois a Drenagem Linfática ou ainda outros instrumentos. Usar Massagem Profunda seria contraindicado nas áreas de celulite severa pois fragilizaria os capilares sanguíneos que se encontram entre os tecidos com "adipócitos sedimentados" - celulite, além de provocar muita dor por compressão de terminais nervosos que na região passam. A Drenagem Linfática sozinha, pouco faria nestes casos. Num primeiro momento a Drenagem Linfática deve ser usada para "desvelar" a celulite que já está presente para, num segundo momento, após a destruição dos adipócitos endurecidos ou a fibrose no tecido, fazer a remoção dos detritos. Particularmente acredito que o (a) profissional que for trabalhar no combate da celulite (remoção e prevenção) deveria privilegiar as recomendações quanto a atividade física de forma regular, mesmo sobre as orientações alimentares. Quando se prática uma atividade física com regularidade os fatores geradores como alimentação, sedentarismo, emoções negativas e o frio são mais facilmente controlados.


Docente: Prof. Rubens Balestro DIFEP POA/RS nº 1.956 / CREFITO nº 174.609-F


*Esta explicação foi dada pelo Dr. Miguel Francischelli Neto, baseada nos trabalhos de pesquisas realizadas na Bélgica pelo prof. Pierard, nos Estados Unidos pelo prof. Rosembaum e publicada na Revista "Mais Saudável CELULITE" Ano 1, número 1 da MID Produções Gráficas e Editora Ltda. Rua Horácio Vergueiro Rudge, 329, Casa Verde, São Paulo, SP, CEP 02512-060 - fone (11) 3961-2139 na pg. 49 e 50, em fevereiro de 2001.
A entrevista pode ser encontrada no SITE http://www.naturale.med.br/celulite_info.htm#8 ,
basta clicar no item 8 - Porque homens não tem celulite

Aviso Legal
Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização, exceto quando citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site SOS CORPO, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas relacionados à massoterapia e suas técnicas expressando tão somente o ponto de vista do seu respectivo autor. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico. © Copyright 1998, 1999, 2000, 2001,2002,2003,2004,2005,2006,2007,2008,2009,2010,2011, 2012, 2013 e 2014 – ESCOLA SOS CORPO LTDA. - ME - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.