Siga a SOS Corpo

ENTRE EM CONTATO COM A ESCOLA

contatos@soscorpo.com.br

 

 

 

 

ANATOMIA HUMANA - CORPO HUMANO

O estudo da anatomia tem evoluído muito com o apoio da tecnologia. Através da internet, possibilitamos conteúdo informativo referente a esta importante ciência. Leia mais...

 

 

MODELOS ANATÔMICOS

Para conhecer alguns modelos anatômicos clique aqui

Visitas
1755418

Massagem e Retenção de Líquidos

 

A massagem profunda (Neurocirculatória) e a Drenagem Linfática trabalham, na sua essência, a troca de líquidos entre os espaços intersticiais e os vasos linfáticos e sanguíneos.

A massagem otimiza a troca de líquidos. Isso se dá pela pressão sobre os tecidos que os esvazia e a seguida descompressão que possibilita novamente seu preenchimento.

Além desse mecanismo básico a renovação que ocorre desestabiliza um delicado equilíbrio homeostático (da igualdade dos líquidos) que desencadeará uma posterior troca e depuração de todo o líquido circulatório do corpo.

É nesse aspecto que a massagem pode ajudar na retenção hídrica.

Para alguns, a retenção de líquidos tem sua origem numa disfunção do sistema urinário (rins). Quando isso ocorre, insuficiência renal (o rim não faz urina), a massagem está contraindicada.

Contudo, a retenção de líquidos pode ter outra causa, uma disfunção orgânica (hormônios por ex.), e os rins funcionam bem. Nesse caso a massagem Neurocirculatória Profunda ou, preferencialmente a Drenagem Linfática pelo método PROPELI poderá ser usada. Consulte seu médico para saber a causa da retenção de líquidos.



O que torna a massagem eficiente na retenção de líquidos?

 

Quando se recebe massagem (Neurocirculatória profunda ou Drenagem Linfática) a pressão sobre os tecidos obriga o líquido intersticial a sair do tecido, com o resultado do metabolismo da celular (anabólico e catabólico), para tornar-se sangue ou linfa, vai depender por onde sairá.

Essa troca de lugares dos líquidos fará com que se altere o equilíbrio da composição do sangue, agora carregado com as toxinas do líquido intersticial.

Por outro lado, os rins, se estiverem funcionando bem, perceberão componentes no sangue que deverão ser removidos. Para que isso ocorra terão de fazer urina usando líquidos do corpo.

Depois da massagem a pessoa deverá sentir vontade de urinar. Nessa ótica, pode-se dizer que a massagem "suja o sangue".

Os rins, para limpar, têm de fazer urina diminuindo assim a retenção de líquidos. É por esse motivo que a massagem, mesmo em pessoas sem problemas, não deve ser muito prolongada, pois vai "sujar" muito o sangue ao ponto de ser ineficiente e não deve ser feita naqueles com insuficiência renal crônica.

O tempo apropriado para massagem que troca líquidos fica por volta de 40 a 50 minutos. Ë conveniente iniciar e terminar a massagem oferecendo água ao que vai recebê-la.

Prof. Rubens Balestro DIFEP POA/RS nº 1.956 / CREFITO nº 174.609-F